Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘TPM Feia’ Category

Esse final de semana/ feriado prolongado (para alguns) teve o tão falado e esperado festival SWU.

Essa que vos fala esteve lá no primeiro dia, onde tivemos Rage Against the Machine, a volta única da minha banda do coração Los Hermanos, Dj Mark, Malu Magalhães, Mutantes… O primeiro dia, teoricamente, deveria ser o dia mais organizado da festa, vcs não concordam?

Pois é, mas não foi… Eu não estive lá nos outros dias, mas o primeiro já me bastou para que eu tivesse MTO MEDO do que estava por vir…

Começando: Namorado e eu perdemos os convites comprados com quase 2 meses de antrecedência. Total culpa do danado do São Longuinho…

Depois de todos os preparativos (malas, mercado, carro, etc) rumamos para o sítio da Carol, namorada do primo do namorado, pois íamos ficar dormir lá depois de voltarmos do festival.

Deixamos nossas bagagens no sítio e então pegamos a estrada para o nosso destino final. Sabíamos ir até mais ou menos metade do caminho, mas a outra metade fomos por osmose, onde víamos um fluxo maior de carros seguíamos…

Primeira falha: Achar a entrada do estacionamento. Passamos voando por um comboio de policiais fazendo sinal para entrarmos num bequinho, e aí tivemos q parar e dar ré pois pensávamos que seria a única entrada para o estacionamento. Nesse momento tivemos que presenciar rapazotes bêbados e mijadores no nosso caminho, mas td bem… Namorado foi verificar se realmente deveríamos ter entrado no bequinho, mas pra nossa surpresa não! Tinha outra entrada mais pra frente… Oq diabos então o comboio de policiais dementes estavam desesperados pra fazer a galera entrar lá???

Tá, encontramos então a outra entrada pro estacionamento. Detalhe sórdido no qual tivemos mta sorte: Se estivéssemos com menos de 4 pessoas no carro, o preço pra estacionar era R$ 100,00. Sim, 100 conto só pra parar o carro no meio do barro. A sorte é q estávamos em 4, então pagamos “apenas” R$50,00.

Aí começou a desgraça: o estacionamento era MTO longe do lugar do show. Sem brincadeira, uns 30 minutos de caminhada no meio do pó…

Chegando lá, filas, filas e mais filas, e pessoas uniformizadas com a camiseta do evento que não sabiam nem o seu próprio nome… Passamos por duas pseudo-revistas, pois os caras davam tapinhas nas costas e nos deixava passar. Fora q o troço era totalmente sem parâmetros, pois pra mim pediram o rg, e pra Carol não.

Ok, entramos… finalmente!

Então fomos comprar fichas pra pegar alguma coisa pra beber… A fila estava monumental!!!

Ficamos meia hora e a fila NÃO ANDOU!!! Juro!

Fora q descobrimos que só tinha cerveja Heineken… Por R$ 6,00

Como a fila não andava, decidimos então voltar mais tarde… Foi então q descobrimos q existiam ilhas pra vender cerveja, onde a cerveja custava R$7,00!!!!!! Sim, inflação dentro do show “sustentável” SWU…

Fora q a cerveja estava QUENTE!!!

O banheiro, bom… Prefiro não comentar…

E pra ajudar a gente, tava um frio do cão…. E ventava mtoooo, despencando assim a sensação térmica…

No show principal, do Rage Against, o som falhou 2 vezes. FALHOU!!! Da segunda vez ficou uns 15 minutos desligado! hahahahaha… Comédia!

Mas valeu a pena pra conhecer… Mas não voltaria!!!

Anúncios

Read Full Post »

Quinta-feira, dia 07/10/2010

Prova mais phudid@ do mundo: Física aplicada a engenharia.

Morrendo de medo!!! Precisava ir bem na primeira prova, pq na segunda sempre é mais complicado recuperar…

Não almocei pra ficar estudando. E o tempo do almoço não é suficiente pra ver nem 1/25 avos do que eu precisava.

Mas estudei! Ninguém pode dizer que não estudei.

Meu rodízio é de quinta. Logo, como tô só o bagaço e não consegui acordar cedo fui de taxi ao trabalho.

Conversei com meu chefe e pedi a ele pra me deixar sair uns 15 minutinhos mais cedo, afinal eu queria chegar na faculdade a tempo de perguntar as últimas coisas que eu tinha dúvida. Ele permitiu! Fiquei Feliz!!!

Tinha chovido torrencialmente durante a tarde toda em São Paulo, logo estava um trânsito dos infernos.

Tudo lindo, tudo maravilhoso, as 18:45hs eu desço pra pegar um taxi pra ir pra faculdade – larari larara. Não é muito longe de carro, uns 5 minutinhos = R$9,00 de taxi.

Mas, cadê os taxis? Fiquei um tempo embaixo de um ponto de taxi esperando algum chegar e… NADA.

Haviam mais duas pessoas na minha frente esperando taxi tb, logo precisaria aparecer 3 taxis, e se já tava difícil pra um…

Decidi então mudar de ponto de taxi para o outro lado do prédio onde eu trabalho.

1 Eu + 1 chuva + 0 guarda-chuva = Eu molhada.

Era a única que estava esperando taxi e fiquei aguardando ansiosamente a chegada de um.

Me para um taxista infeliz, desliga o carro e saí dele. Pergunto: Moço, o senhor está disponível? (Ainda sendo educada). O cara me vira e fala: Não!

– Então vc poderia por favor chamar um taxi pelo rádio pra mim?
– Não, essa hora não tem nenhum…

Decidi não discutir e continuar esperando.

Enfim passou um!! Eeeeeeeeeeee que felicidade! Vou pra minha prova…

– O senhor tá livre?
– Vc não vai pra Moema não, né??
– Nãooooo vou ak pertinho da Av Santo Amaro…
– Aaaaaaaa não, tá mto trânsito lá…

Pega e saí correndo com o carro…

Hãã…….???

Eu, já put@ da vida, sendo então já 19:40hs ( a prova começava as 19:20hs) decido ir a pé pra faculdade com meu sapato de 15cm de salto, vestido e meia preta. é perto de CARRO, não a pé!!!

Nunca pensei que sofreria tanto nas calçadas da minha cidade!!!

Todas irregulares, e curtas… Dividi a calçada com todo tipo de coisa, desde de garrafa de Vodka vazia (pq se tivesse cheia eu bebia) até cachorro manco disputava comigo um espacinho na calçada!!!

Fora toda sorte de imbecis que passavam e mexiam…

Conclusão da noite: Cheguei toda molhada e descabelada, como uma atropelada, atrasada pra fazer a prova.

Se eu fui bem??? Adivinha……..

Read Full Post »

Tenho mta saudades de qdo eu morava com a minha mãe, pois toda vez q eu chegava em casa, mesmo q fosse tarde da noite, sempre tinha uma comidinha boa me esperando…

Pois a minha realidade agora é bem diferente. E mudou pra pior!

Agora, como estou fazendo mais uma faculdade de noite, tenho q passar por situações degradantes!

Primeiro é enfrentar a fila do SUS que se forma na frente da única lanchenete q tem na faculdade. E não vá pensando q a fila é desse tamanho pela qualidade dos quitutes oferecidos… A lanchonete é daquelas bem xexelentas, onde a coxinha parece mais um teco de massa fria coberta da areia, o lanche “natural” custa R$ 7,00 e tem só o cheiro do queijo branco, o café é pra despertar defunto, e os restantes dos salgados vendidos eu ainda não consegui identificar de qual família pertence: se é da família dos farinhentos ou dos gordurosos.

E quando a fome aperta minha amiga, posso dizer que vai qualquer coisa!

Aí ontem não teve jeito, tive q me aventurar na compra de um salgado na lanchonete xexelenta.

Fiquei alguns minutos observando aqueles seres estranhos no balcão, que mais pareciam animaizinhos deformados, e pensando qual animalzinho eu comer sem me sentir tão mal e culpada. Peguei então um croissant.

Um adento: Os franceses inventores dessa delícia de croissant devem estar rolando na tumba ao perceber a blasfêmia que era aquilo q eu comi!

Vizualizei então, bem próximo de mim, um disputadíssimo tubo de catchup.

Eu sou adoradora de catchup! Coloco catchup em absolutamente tudo, desde salada até em bolacha de água e sal. Juro!

Então aquilo pra mim era a salvação! Nada como o bom e velho catchup para amenizar meu sofrimento.

Foi quando eu tive a supresa: Aquela coisa rosa, aguada, sebenta e doce não era nem aqui e nem nos galápagos catchup!

Aí que começou a minha dúvida: O que aconteceu com aquele catchup vermelhinho, azedinho, suculento, cremoso, que estávamos acostumados?

As pessoas estão economizando até no catchup!!! Gente, isso é um absurdo! Eu não me importo de pagar R$0,25 a mais e ter o direito de lambuzar o meu lanche/ salgado com a quantidade de condimentos que eu quiser!!! Mas condimentos de verdade, não esses caras chamados de “pasta sabor catchup” ou “creme sabor catupiry”.

E não pensem que vocês, que não gostam de catchup, não vão sofrer com isso. A crise vai chegar em todos os lados, na maionese, no shoyo, e na mostarda, se já não chegou…

Read Full Post »