Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Vergonha alheia’ Category

Segunda-feira de manhã duas mulheres conversam no elevador do escritório…

– Oi queridaaaaa… Tudo bem? Como foi o final de semana?
– Menina, foi incrível! Fui pro Rio de Janeiro, encontrei vários amigos, me diverti horrores, comecei a semana super cansada…

(A verdade: Choveu pra caramba, não dava nem pra sair de casa, os amigos desgraçados furaram, passei o final de semana dormindo e ainda pra voltar foi aquele inferno no aeroporto!)

– Jura, vc foi pro Rio? Que demais! Eu fui aqui pro litoral norte mesmo… Fui com meu namorado e ficamos lá descansando um pouco, foi tranquilo mas foi uma delícia…

(A verdade: Aquele imprestável bebeu o final de semana inteiro e não fez porra nenhuma, e eu ainda tive que ficar aguentando os amigos bêbados dele comendo e bebendo as nossas custas e nem assistir TV eu consegui!)

– Ai, que gostoso né menina! Esse é meu andar, ótima semana pra vc!
– Pra vc tb querida!

Moral da história: Humano, demasiado humano!

Anúncios

Read Full Post »

E a saudade é tanta, tanta, que hoje vou publicar mais de um post! hahahaha… Esse post estava pela metade há um tempo, então vamos publicá-lo!

Da minha impressão de estar ficando velha…

E daquelas velhas bem chatas e resmungonas, que não consegue aceitar mais nada de “moderno” na sociedade…

Dias atrás fiz uma coisa que não fazia há mto tempo: saí de balada.

Fui pra uma baladinha em Maresias, litoral de São Paulo, super conhecida e com fama de ser bem frequentada. Vocês provavelmente devem saber qual é, mas não vou ficar citando no meu blog pq não sou paga pra isso… rs

Aí tá né, fiquei naquela dúvida de oq vestir.

A balada é no litoral e estamos no verão. Logo, na minha mente ingênua pensei q não deveria ir toda trabalhada na super produção, colocar algo mais confortável, pra aguentar o calor e de maneira que não saísse de lá desfigurada pela maquiagem derretida, nem sair de lá mancando de dor no pé, total falta de classe né meninas??

Doce ilusão!

Chegando lá me deparei com um show de horror!

Mulheres semi-nuas. Sim, semi-nuas, com vestidos que eu não usaria nem se fosse a Angelina Jolie. Pq né, a gente pode ser bonita, mas precisa tb ter classe pessoal. E aquelas roupas, definitivamente não tinham classe. Fora toda a performace que essas mesmas moçoilas faziam pela “balatcinha”, performace digna de casa de prostituição, com o perdão da palavra…

A maquiagem era tão carregada que algumas vezes eu pensava q estava num concurso de Drag queen. Não, nada contra essas lindas das Drags, mas né, normalmente elas se pintam em demasia visto ser parte da fantasia delas… E as meninas da balada ficavam assim, igualzinhas as Drags lindas.

O comportamento então, vergonhoso! Se fosse filha minha, e tivesse esse tipo de comportamente vulgar, ia levar uma porradinhas (olha a polêmica) pra ver se vira gente.

E olha, eu não sou Ave Maria não… E não estou aqui pregando a burca para as mulheres… Só acho (minha humilde opinião) que essas pessoas não precisavam denegrir tanto a nossa raça, pq né, na cabeça dos homens machistas se umas e outras são assim, todas serão, e isso acaba atrapalhando as mulheres como um todo…

Tenho alguns amigos homens que compartilham dessa minha opinião sabe… Outro dia um amigo chegou a dizer q os homens estão virando gays pra ter algum tipo de desafio, pq com as mulheres eles deixaram de ter…

Não sei se isso é verdade, nem se eu concordo com isso, mas só com essa pequena frase eu comecei a pensar realmente no assunto… E pelas coisas que eu vejo não só em baladas, mas em qq lugar, eu fico com um certo medo de onde as coisas vão parar…

E eu to ficando velha mesmo! rs… Mas vcs não concordam?

Bjusss

Read Full Post »

Me divirto

E eu aqui, nessa minha fazeção de nada graciosa das férias, com tempo sobrando pra pensar em coisas inúteis, eis que venho ao meu blog e começo a fuçar…

E não sei se no blogspot tem essa ferramenta também, mas no WordPress tem um negócio chamado “Motor de busca” que mostra quais foram as buscas no google que fizeram as pessoas chegarem atá o seu blog… Gentem, é mto engraçado observar as coisas que as pessoas buscam no google… hahahahahaha

Vou listar pra vcs as mais bizarras que aparecem pra mim:

1) O que fazer quando um passarinho caiu do ninho?

Esse é um dos que mais aparece na listinha, por eu ter escrito um post uma vez que conta minha história com um ninho de passarinhos… E como tem gente buscando isso no google… hahahahaha… Fora isso tem um assim também: “perdi meu passarinho oq eu faço”. Só tenho uma coisa a dizer nesse momento pra essa pessoa: queridinho, senta e chora! Ou então imprime panfletinhos e distribui por aí pra ver se alguém consegue encontrar o seu passarinho perdido! hahahahaha

2) historias da turma da monica que fale sobre amizade, gentileza e paz

Só consigo imaginar uma professora de 1º grau tentando achar uma histórinha pra mostrar pros seus aluninhos, ou então uma professora de catequese! Fofs vai… rs

3) quanto vou gastar para comprar as coisas prinicipais para morar sozinha em 2010?

Penso em alguém desesperado pra sair de casa, tentando imaginar qto vai gastar pra isso… Minha dica: Ou vc gasta MTO ou então faz igual eu, dorme num colchão no chão e pronto! hehe

Tem também aquelas pessoas que estão passando por momentos no mínimo confusos que digitam as coisas abaixo no google:

– coisas que não consigo dizer
– desculpas so queria vc
– sou emburrada o que fazer
– vc sim posso dizer q éh uma vizinha super legals
– nao sei mais o que eu faço
– tem coisas que juro que eu não consigo entender…
– não da para viver nesse mundo
– nao quero viver
– as saudade de uma mulher so
– o mundo onde eu não queria viver
– quero te entender mais não consigo –

E o pior de tudo, encontram o meu blog! hahahahahaha… Eu sabia que o google era o novo pai dos burros, mas até aí ser o novo Freud pra ajudar as crises aí de cima eu não sabia! rs

Fora as buscas mais funcionais, como as abaixo:

– sapatos rosa ultima moda
– blusas ultima moda
– ultima moda de vestidos pra fim de ano
– namorado roupas

O pessoal quer mesmo é estar na moda! rs

Prometo sempre atualizar vocês das mais bizarras buscas no google que apareceram ak pra gente rir junto! rs

Bjusss

Read Full Post »

Domingo eu tiro pra dormir, coisa q eu adoro. Dormir está no topo da minha lista de coisas boas da vida. Durmo com prazer mesmo, durmo como ninguém. E odeio ser acordada. Gosto de dormir até acordar… Infelizmente essa é uma coisa difícil na vida da grande maioria das pessoas (e na minha) devido principalmente as obrigações do dia a dia e tals…

O namorado é exatamente o oposto de mim. Odeia dormir até tarde. Pode ter ido dormir as 4 da manhã, as 7 ele desperta e vai saracotiar…

Aí vcs podem observar uma tendência a problemas…

Vira e mexe ele vem me infernizar enquanto eu estou dormindo. Pq não basta ele levantar, ele precisa ME fazer levantar tb, senão não tem graça…

E eu tenho várias táticas pra driblar as tentativas dele de minar meu sono: Fingir q estou acordando, pra ganhar mais uns minutinhos, negocio mais meia horinha pra levantar, me fingir de morta, surda, essas coisas…

Daí q agora ele arranjou uma tática tb pra me fazer acordar e vou descrever o sofrimento pra vocês…

Domingão, dia perfeito pra dormir até morrer… O namorado, como de costume, entra no quarto pra tentar me acordar…

Negocio com ele pelo menos mais uns 15 minutinhos, que ele sabe que serão mais 45 na realidade…

Aí ele finge que faz acordo comigo e fecha a porta do quarto.

Eu, feliz, aliviada, me sentinda A negociadora de minutos, me afundo nos travesseiros aconchegantes e dou um sorrisinho maroto pensando comigo “Há, venci”…

Do nada começa um som dos infernos na sala: O namorado coloca sertanejo (q eu não gosto) no último volume, começa a rir e gritar com um amigo no telefone e pra completar a cena solta o cachorro louco pela casa (ainda não contei as histórias do cachorro louco pra vcs)…

Cadê o sono minha gente? Ficou assustado como eu e fugiu…

Aí eu levanto com aquele bico e dou um olhar fulminante no namorado, q dá um de besta e finge que nem percebeu oq aconteceu…

Preciso pensar em como driblar essa nova tática dele… Ou então vai ser divórcio! rs

——————————————————————————————————-

E domingão fui almoçar num restaurante super bom aqui de São Paulo, recomendo: Bar des Arts (Itaim).

Lugar mto bom, bem frequentando, comida de primeira, onde os paulistanos vão com suas famílias e babás defilar as roupas novas e soltar as crianças pra infernizar a vida alheia… Mas até aí pra mim não tem problema, pois gosto de crianças, rola uma certa identificação…

Mas gente, eu vi uma cena no mínimo vergonhosa enquanto esperávamos mesa…

Haviam mtas pessoas esperando lugar, e do nosso lado tinham dois gringos de pé, pq as cadeiras da espera estavam todas ocupadas. O namorado e o sogro tb estavam de pé, sendo eu a única com cadeira ali…

Aí um casal que estava ali perto foi pra mesa, e duas cadeiras ficaram vagas…

Os gringos foram então e pegaram essas duas cadeiras pra sentar, até aí normal…

Qdo um deles foi sentar, uma mulher totalmente sem noção e sem educação foi e puxou a cadeira pra ela, assim, sem mais nem menos, enquanto o gringo estava de costas…

O gringo ficou totalmente desconcertado!!!!! E comentou, em inglês, com o outro gringo, a situação constrangedora… Como eu estava do lado, pude observar tudo oq houve, e fiquei bem put@… Minha vontade era rodar a minha baiana pra mulher, onde já se viu esse tipo de atitude?? Mas me limitei a pegar minha cadeira e dar pro cara sentar, até pq ele era já um senhor e eu ainda tenho juventude suficiente pra esperar minha mesa de pé…

Mais oq eu quero deixar claro é q fiquei bem indignada… Pô, ali é um restaurante super tradicional, que normalmente é frequentado por pessoas que tiveram oportunidades na vida, de estudar, de viajar e de uma série de outras coisas q a grande maioria do Brasil não têm… E ali, bem ali, essa total grosseria e falta de educação? Ainda mais com pessoas q não são dak, e q provavelmente vão levar essa imagem do país???

Então minha gente, peço-lhes, por favor, sejamos todos educados!!! um por favor, obrigada, gentileza são coisas q não tem preço!!!!

Read Full Post »

Trabalhar não é fácil.

Trabalhar com pessoas que não te entendem é ruim.

Trabalhar com pessoas que não SE entendem é pior ainda…

Aí tô trabalhando, mandando email e no telefone, toca outra linha:

– Ingrid, td bem?

-Td fulana, e vc? (conheço a fulana de vista, trabalha numa outra área da empresa)

– Td bem… Estive falando com uma pessoa aqui da área, e ela disse que vc pode me ajudar…

– Claro, vamos lá, como posso te ajudar? (super solícita)

– Ehhhhhhhhh… Bemmmmmmmm… Não sei direito… Talvez…

– Mas, então qual é sua dúvida?

– Então… Sabe… Não me lembro ao certo… Acho q…

– Acho que vou ver ak direitinho e te ligo novamente, pode ser?

– Pode sim…

Nunca mais a pessoa ligou…

Vontade de chorar! De rir! Tem como manter a compostura desse jeito?

Read Full Post »

E quando eu falo que existem coisas que só acontecem na minha vida, as pessoas não acreditam né?

Pois bem. Eu trabalho numa empresa americana ultra, mega, hiper conservadora e formal. As pessoas todas sorriem e tem a vida perfeita, sabe? Casadas, com filhos, ou noivas, sérias, sempre impecáveis.

Só as vezes, quando tem um HH ou você é amigo mais íntimo de alguém, que você sabe realmente o que a pessoa é e faz. Ou então nas fofocas de bastidores, onde você chega a conclusão que de fato, ninguém é normal.

Ai tá, eu vivo então no teatrinho diário. Não estou reclamando não, apenas constatando um fato!

E na empresa temos o q chamamos de Dress Code, que nada mais é que um código de conduta de como se vestir adequadamente, de acordo com as normas da empresa, pois vira e mexe recebemos clientes top top top, então têm q manter a linha.

Nesse Dress Code existem algumas regras básicas, como por exemplo: Saias e vestidos sempre um palmo abaixo do joelho, não se pode usar blusa de alcinha, nada de cores mto fortes nem estampas estravagantes, nada de chapéus, boinas nem bonés, não se pode usar pulseiras, nem brincos que façam barulho (!!!!!), e também não se pode usar colete sem camisa. COLETE SEM CAMISA. Fico imaginando algum infeliz chegando aqui no maior sol, desfilando pelos andares de colete sem camisa… Mas beleza….

Mas ter um código de conduta para se vestir não significa que todas as pessoas se vistam bem né?

Quem quer avacalhar minha gente, avacalha até de burca!!!

E isso acontece direto. Não entendo ao certo o motivo, acho que talvez seja uma provocaçãozinha, mas vira e mexe tem gente levando pitaco da diretoria por causa do dress code.

E tem gordinha de calça branca intuchada no rabo, menina novinha com a saia no meio da perna, blusas de alcinha a rodo, blusa mostrando metade da banha, fora aquelas pessoas que acham q estão arrasando, que usam todas as tendências de moda juntas e misturadas.

Eu mesma já levei pitaco por causa de uma saia que não estava abaixo do joelho. Não, não era curta, mas estava acima do limite aceitado.

Aí eu chego, um belo dia de manhã, com meu humor peculiar, e recebo um email de uma amiga minha daqui: “Repara na roupa da fulana”. Vamos chamar a fulana de Verônica, pra preservar a integridade.

A Verônica é uma moça completamente surtada. Vira e mexe correm histórias de coisas bizarras que ela faz, como por exemplo apertar a bunda de um colega de trabalho na copa…

Ela sente umas duas bancadas na minha frente, então era fácil eu ver a vestimenta da cidadã.

Logo arranjei uma desculpa qualquer e fui lá bisbilhotar.

Eu não acreditei!!!!

Ela estava com uma calça preta e uma blusa rosa choque de frio. Até aí, td bem.

Quando eu olho pro pé da criatura, vejo A cena: Ela está de sapato social, estilo chanel, preto, com uma meia soquete ROSA CHOQUE, pra combinar com a blusa. Sapato social com meia soquete!!!!

Sabe quando você está no jardim de infância e o uniforme é uma conguinha com meia vermelha?? Então, a dela era rosa. Choque.

Não me aguentei e fui falar com ela, mas tirando uma mesmo. Queria mto ter falado” Fia, você acha que está na época do Dancing Days???” Mas como sou uma pessoa educada e polida virei e falei: “Verônica, que meia é essa???”

Ela me vira e fala, rindo: “Ah, tava o maior frio de manhã, aí ia colocar uma meia branca, mas aí lembrei que tinha uma meia rosa, que combinava com a blusa… Então eu pus.”

Detalhe sórdito: Nisso, ela me puxa a perna até mais ou menos o meio do peito (sim, total elasticidade) pra meia ficar mais perto da blusa pra gente ver “como combina”.

Me diga, pq eu tenho que sofrer tanto assim na minha vida??? rs

Read Full Post »

Esse final de semana teve o casamento de uma amiga super fofa q eu amo de paixão, a Iandra…

O namorado não gosta mto desses eventos sociais, e tinha um churras de aniversário pra ir na mesma hora, logo arranjou a desculpa perfeita pra me despachar sozinha pro casamento.

Me arrumei e cheguei atrasada na igreja, contando com a sorte, visto que casamentos atrasam mesmo. Cheguei qdo a noiva já havia chego e estava esperando no carro pra entrar. Sem problemas, consegui pegar o casamento todo. Encontrei com a Jú, uma outra amiga, e sentei do lado dela.

O problema é q minha máquina digital estava descarregada, e ir sem máquina a casamentos não é legal né… Então levei o carregador e fiquei zanzando pela igreja enquanto a cerimônia rolava, tentando achar uma tomada pra carregar a bateria da máquina. Assisti a cerimônia de pé, do lado da tomada, esperando a bateria carregar. Patético! Mas pelo menos consegui tirar fotinhos da minha amiga!!! =)

Na saída da igreja combinei com a Jú de irmos para a festa e fui buscar meu carro… Nisso observei um cara filmando a noiva dentro de um carro todo fechado. Fiquei feliz, pois não tinha conseguido falar com ela na saída da igreja pois essa hora é disputadíssima entre os familiares e tal, então fiquei atrás do cara da câmera super empolgada, dando pulinhos de felicidade, esperando a filmagem acabar pra falar com ela… Tinha um outro cara também, q deveria abrir a porta do carro para a noiva, encenação típica de filme de casamento…

Qdo ele abriu a porta do carro, percebi q NÃO era a minha amiga!!! Era a noiva do próximo horário da igreja!!!

Vergonha alheia né??? Saí de fininho, maior vexame!!! Fico imaginando o pensamento da coitada da noiva, vendo uma louca pulando atrás da filmagem dela…

Coisas que só acontecem comigo.

Enfim, fui pra festa, q era relativamente perto do igreja…

A noiva demorou horrores pra chegar, pois tem toda a bateria de fotos à serem tiradas após cerimônia, e eu só esperando ela pra tirar uma foto e ir embora encontrar o namorado.

Qdo ela chegou, na primeira oportunidade q eu tive fui lá, no desespero, tirar uma foto com os noivos.

Detalhe vergonha alheia 2: Na empolgação, fiquei NO MEIO dos noivos. Total falta de noção!!! A Jú riu horrores da minha cara qdo eu mostrei pra ela a foto.

Fui embora logo em seguida, encontrar o namorado no aniversário.

Detalhe vergonha alheia 3: Lá chegando, percebi q as pessoas olhavam pra mim com uma cara um pouco estranha… Logo me dei conta do absurdo: Eu estava num churrasco, vestida para um casamento!!!! E pra piorar o meu vestido não era nenhum pouco discreto, era VERMELHO!!!

Nem todas as pessoas sabiam q eu estava em um casamento, logo no mínimo me acharam a pessoa mais brega do planeta, ou a pessoa mais ridícula, tanto faz. Como estava correndo igual a louca pra chegar logo, nem me liguei ao fato de não estar vestida apropriadamente.

Cheguei então a conclusão q eu não posso frequentar eventos socias sem passar mta vergonha de mim mesma!!

Read Full Post »

Older Posts »