Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Rir pra não chorar’ Category

Sim, é uma coisa mto feia. Mas não consigo para, isso vai além da minha vontade!!!

Vou obsevando, e pensando, e viajando, e fazendo assossiações, e quando eu vejo já estou completamente envolvida por aquelas cenas, conversas e afins…

Ultimamente isso tem sido um ótimo exercício de reflexão. É legal ver as pessoas, o jeito delas, ver como se comportam, e depois fazer as críticas (boas e ruins) levando em consideração aquilo que eu acho certo e errado. Observar os outros é um ótimo meio de sabedoria. E juro que não é uma desculpa pra justificar meu erro! hahahaha

Ultimamente tenho observado bastante uma nova mania do povo, principalmente em elevadores: Ficar olhando o BlackBerry ou o Iphone.
Como já sabem, eu trabalho num lugar super conservador, onde todos se mostram sérias e politicamente corretas. Muitas vezes você olha a pessoa e acha q ela é a super mega hiper executiva, mas na verdade não é, e só por aí você consegue entender o q estou falando.
E essas mesmas, quando entram no elevador, já com seu Smartphone na mão, começam a fuçar fuçar fuçar, e quem está perto observando acha q ela tem vários emails importantes e urgentes pra responder, pois não podem esperar nem ela chegar na sua mesa de trabalho…
Porém, depois de algum tempo que eu fico observando esse comportamente, eu pude averiguar que na verdade, mtas das vezes, essas pessoas na verdade estão vendo seus emails pessoas, site de esporte, e principalmente o facebook!! ahahahahaha…

Mas minha opinião é q isso se tornou uma espécie de fuga. O elevador é considerado um lugar constrangedor por nós né, onde você dividi um quadradinho com alguém que você não conhece e tals… Então a solução ou é ficar vendo as notícias bizarras da televisãozinha corporativa, ou fingir que você é importante e ficar respondendo seus emails urgentes imaginários. hahahahahahah… Pois é gentem, imagem é tudo!!

Read Full Post »

Infelizmente sou dotada de uma memória de elefante.

Digo infelizmente pq não tenho essa super memória pra qualquer coisa, como para fórmulas matemáticas e similares, mas sim para acontecimentos na minha vida…

Consigo lembrar de coisas de quando eu tinha 1 anos de idade, engantinhando na sala de casa procurando a cabeça de uma boneca que eu tinha arrancado, ou quando eu escorreguei na banheirinha e entrou água no meu nariz e eu senti aquela dor típica de água no nariz… rs

E sou muito boa em lembrar das minha frustrações também… Várias deles, desde as mais bobas às mais complexas que só são curadas/ amenizadas na terapia…

Uma das primeiras delas foi quando eu tinha aproximadamente uns 4 anos… Eu já tinha visto milhares de vezes uma propaganda do sorvete frutilly com recheio de creme branco, onde um fantasminha feito desse creme branco saia do sorvete quando a menina mordia e começava a brincar com todo mundo e as crianças todas ficavam felizes… E como eu era filha única e normalmente brincava sozinha, meu sonho de consumo virou aquele sorvete!!! Visto eu estar louca pra ser amiguinha do fantasminha de creme!!!

O problema é q eu sempre tive problemas de garganta, bronquite, e sorvete pra mim era uma coisa quase proibida… Ficava dias e dias obcecada pelo sorvete e tentando convencer minha mãe q eu não ia ficar doente… Até que um belo dia, quando o sol brilhava no céu, minha mãe parou em uma padaria e enquanto eu aguardava ansiosa no calor do carro, ela foi lá buscar meu frutilly…

Vocês não tem noção da expectativa que eu tinha quando dei minha primeira mordida… Foi uma mordida cuidadosa, devagar, pra não machucar meu amiguinho feito de creme… E ele não apareceu…

O problema só podia ser meu, claro! No jeito que eu dei a primeira mordida… Tinha que ser uma mordida igualzinha a da menininha da propaganda… Então fiz o que eu pude pra que fosse igualzinha… e mais uma vez nada…

Só sei que repeti o ato mais umas 3 vezes, até o sorvete chegar na metade e nada do fantasminha aparecer…

Só sei também que essa foi a primeira de outras tantas frustrações na minha vida! E eu mal sabia que quanto mais vai passando o tempo, mais elas aparecem pra nos tirar as noites de sono…

Detalhe do fantasminha de creme que nunca apareceu pra mim!

Depois disso também teve a vez que eu estava surtada por uma boneca chamada Mamadinha que tinha um controle remoto em formato de mamadeira que fazia a boneca arrotar, falar, mecher a boca, e uma série de outros comandos que pra época era praticamente uma revolução tecnológica.

As condições das pessoas num geral, em 1990, não eram das melhores visto todos os problemas econômicos da época… E minha mãe estava recém-separada do meu pai e desempregada… Logo minha única salvação era meu pai, ainda se recuperando da separação também…

Meu pai então mandou o $$ para minha mãe comprar a boneca de aniversário pra mim, e eu era só felicidade…

Acontece que minha mãe estava desempregada… E a boneca na época era uma pequena furtuna… Então minha mãe me pediu se ela não podia ficar com o dinheiro, tentando explicar da maneira mais lúdica o possível a nossa situação e que aquele dinheiro poderia nos ajudar mto… E minha mãe era (e é) tão linda, tão doce, tão especial pra mim que eu, no auge dos meus 5 anos, nem pensei duas vezes…

Mas só eu sei quantas e quantas noites eu chorei por causa da mamadinha…

Minha frustração mor, a frustração da minha vida, não tem nada a ver com sorvetes nem brinquedos…

Tem a ver com o fato de não ter feito USP…

Apesar de ter sido a maior vagal no colegial, quando fiz cursinho comecei a levar a vida a sério… Fiz cursinho no ano q morei com meu pai no Rio e não tinha mais nada pra fazer a não ser estudar…

Porém quando voltei pra São Paulo o vestibular da USP já tinha passado, e depois que comecei a faculdade e comecei a trabalhar acabei me conformando e não tentei transferência.

Nada mais me frustrou mais durante os anos seguintes…

Enfim, a vida é cheia delas né! E a gente precisa aprender a lidar… Não que aprenda efetivamente, mas pelo menos tenta…

Bjusss

Read Full Post »

Segunda-feira de manhã duas mulheres conversam no elevador do escritório…

– Oi queridaaaaa… Tudo bem? Como foi o final de semana?
– Menina, foi incrível! Fui pro Rio de Janeiro, encontrei vários amigos, me diverti horrores, comecei a semana super cansada…

(A verdade: Choveu pra caramba, não dava nem pra sair de casa, os amigos desgraçados furaram, passei o final de semana dormindo e ainda pra voltar foi aquele inferno no aeroporto!)

– Jura, vc foi pro Rio? Que demais! Eu fui aqui pro litoral norte mesmo… Fui com meu namorado e ficamos lá descansando um pouco, foi tranquilo mas foi uma delícia…

(A verdade: Aquele imprestável bebeu o final de semana inteiro e não fez porra nenhuma, e eu ainda tive que ficar aguentando os amigos bêbados dele comendo e bebendo as nossas custas e nem assistir TV eu consegui!)

– Ai, que gostoso né menina! Esse é meu andar, ótima semana pra vc!
– Pra vc tb querida!

Moral da história: Humano, demasiado humano!

Read Full Post »

Piadinha do dia

Querido Deus,
Tudo o que peço para 2011 é uma conta bancária gorda e um corpo magro.

Favor não misturar as coisas como fez no ano passado.
Amém.

Read Full Post »

E a saudade é tanta, tanta, que hoje vou publicar mais de um post! hahahaha… Esse post estava pela metade há um tempo, então vamos publicá-lo!

Da minha impressão de estar ficando velha…

E daquelas velhas bem chatas e resmungonas, que não consegue aceitar mais nada de “moderno” na sociedade…

Dias atrás fiz uma coisa que não fazia há mto tempo: saí de balada.

Fui pra uma baladinha em Maresias, litoral de São Paulo, super conhecida e com fama de ser bem frequentada. Vocês provavelmente devem saber qual é, mas não vou ficar citando no meu blog pq não sou paga pra isso… rs

Aí tá né, fiquei naquela dúvida de oq vestir.

A balada é no litoral e estamos no verão. Logo, na minha mente ingênua pensei q não deveria ir toda trabalhada na super produção, colocar algo mais confortável, pra aguentar o calor e de maneira que não saísse de lá desfigurada pela maquiagem derretida, nem sair de lá mancando de dor no pé, total falta de classe né meninas??

Doce ilusão!

Chegando lá me deparei com um show de horror!

Mulheres semi-nuas. Sim, semi-nuas, com vestidos que eu não usaria nem se fosse a Angelina Jolie. Pq né, a gente pode ser bonita, mas precisa tb ter classe pessoal. E aquelas roupas, definitivamente não tinham classe. Fora toda a performace que essas mesmas moçoilas faziam pela “balatcinha”, performace digna de casa de prostituição, com o perdão da palavra…

A maquiagem era tão carregada que algumas vezes eu pensava q estava num concurso de Drag queen. Não, nada contra essas lindas das Drags, mas né, normalmente elas se pintam em demasia visto ser parte da fantasia delas… E as meninas da balada ficavam assim, igualzinhas as Drags lindas.

O comportamento então, vergonhoso! Se fosse filha minha, e tivesse esse tipo de comportamente vulgar, ia levar uma porradinhas (olha a polêmica) pra ver se vira gente.

E olha, eu não sou Ave Maria não… E não estou aqui pregando a burca para as mulheres… Só acho (minha humilde opinião) que essas pessoas não precisavam denegrir tanto a nossa raça, pq né, na cabeça dos homens machistas se umas e outras são assim, todas serão, e isso acaba atrapalhando as mulheres como um todo…

Tenho alguns amigos homens que compartilham dessa minha opinião sabe… Outro dia um amigo chegou a dizer q os homens estão virando gays pra ter algum tipo de desafio, pq com as mulheres eles deixaram de ter…

Não sei se isso é verdade, nem se eu concordo com isso, mas só com essa pequena frase eu comecei a pensar realmente no assunto… E pelas coisas que eu vejo não só em baladas, mas em qq lugar, eu fico com um certo medo de onde as coisas vão parar…

E eu to ficando velha mesmo! rs… Mas vcs não concordam?

Bjusss

Read Full Post »

Astróloga

Pessoas do céu! Preciso contar pra vcs as minhas últimas…

Daí q eu fui numa astróloga fazer meu mapa astral. Indicação da minha chefitcha nova e querida q super adora essas coisas assim como eu!

E eu simplesmente adorei! Primeiro que ela grava tudo q ela fala em CD, que super ajuda a gente a lembrar das “previsões” durante o resto da vida… hahaha…

Segundo que ela te DESCREVE perfeitamente bem… Sabe aquelas coisas que você acha que é, mas não tem certeza afinal você só acha… Então, ela te dá essa certeza e ainda por cima fala o pq disso…

Terceiro pq são previsões para um ano inteiro. De janeiro a dezembro, e se vc tiver alguma dúvida vc pode tirar com ele durante todo esse tempo e tals…

Dentre as coisas que eu “descobri” sobre mim é que eu sou apaixonada por trabalho. Verdade. Que eu gosto de trabalhar e isso é um prazer na minha vida, estabilidade profissional é essencial pra mim mais do q é para o restante das pessoas, e que um desequilibrio nesse setor afeta minha vida como um todo… Rá!

Outra coisa q ela falou é q eu preciso escrever. Juro q não estou brincando, ela disse que me expressar pela escrita é minha melhor forma de desabafo, e que isso deve ser fácil pra mim… E que escrevendo eu poderia ajudar pessoas a resolverem seus problemas tb! Tô emocinada! Quero mto ajudar vcs viu! hehehe…

Falou que 2011 será um ano meio calma, e como eu não gosto de nada mto calmo vou ter q exercitar minha pouco paciência… rs…

Enfim, saí de lá mais leve… Não sei se todas as previsões vão se concretizar, mas só se auto-conhecer já é mto bom!

Quem estiver em Sampa q tiver interesse me avisa q eu mando os contatos… Não a conheço pessoalmente e estou super indicando pq realmente adorei… É meio caro sabe, então é uma coisa a ser pensada com carinho!

Estou morrendo de saudades de todos vcs! Voltarei com força total no blog, pq até mesmo a astróloga falou q isso ak é mto importante na minha vida! =)

Bjusss

Read Full Post »

Trabalhar não é fácil.

Trabalhar com pessoas que não te entendem é ruim.

Trabalhar com pessoas que não SE entendem é pior ainda…

Aí tô trabalhando, mandando email e no telefone, toca outra linha:

– Ingrid, td bem?

-Td fulana, e vc? (conheço a fulana de vista, trabalha numa outra área da empresa)

– Td bem… Estive falando com uma pessoa aqui da área, e ela disse que vc pode me ajudar…

– Claro, vamos lá, como posso te ajudar? (super solícita)

– Ehhhhhhhhh… Bemmmmmmmm… Não sei direito… Talvez…

– Mas, então qual é sua dúvida?

– Então… Sabe… Não me lembro ao certo… Acho q…

– Acho que vou ver ak direitinho e te ligo novamente, pode ser?

– Pode sim…

Nunca mais a pessoa ligou…

Vontade de chorar! De rir! Tem como manter a compostura desse jeito?

Read Full Post »

Older Posts »